Assista nossa TV

Acessar

BRASIL | COVID-19 começam a vacinar crianças hoje.

Capitais começam a vacinar crianças hoje; veja quais.
Covid: ao menos nove capitais começam a vacinar crianças hoje...


Foto Reprodução

Neste sábado, ao menos nove capitais começaram a vacinar crianças de cinco a 11 anos contra a covid-19 com o imunizante pediátrico da Pfizer.

A primeira criança foi imunizada ontem em São Paulo, em um ato simbólico, mas, na capital paulista, ela irá começar apenas na segunda-feira (17).

 Hoje, já começou a vacinação em:

  • Fortaleza (CE),
  • São Luís (MA),
  • Salvador (BA),
  • Recife (PE),
  • Aracaju (SE),
  • Campo Grande (MS),
  • Belo Horizonte (MG),
  • Vitória (ES),
  • e Florianópolis (SC).

A mãe da primeira criança vacinada na capital baiana, Priscila Cardoso, 38, contou que a expectativa era grande para ver Larissa Mota, 10, portadora de hidrocefalia, imunizada. "Demorou, mas chegou. O sentimento é de alívio. Que venha a segunda, terceira, todas as doses necessárias para a gente se livrar do vírus e do medo."

Em São Luís, imagens de crianças com comorbidades se vacinando foram divulgadas pela comunicação da gestão local. A menina Maria Alice, 5, e os meninos David Ferreira, 11, e Marcos Viegas, 7, foram os primeiros na cidade a receberem a imunização.

A cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, iniciou a imunização local com a vacinação do menino quilombola José Luis da Silva Duarte, 5, que é morador da comunidade quilombola Tia Eva, uma das mais conhecidas da capital. Já em Fortaleza, a primeira criança vacinada foi a menina Cecília Lima, de 11 anos.

Em janeiro, a Pfizer deverá entregar cerca de 3,7 milhões de doses pediátricas ao Ministério da Saúde, que fará a distribuição aos estados. O primeiro lote chegou na quinta-feira (13) no aeroporto internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

No começo do mês, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou em coletiva de imprensa que a União deverá distribuir cerca de 20 milhões de doses do imunizante ainda no primeiro trimestre.

O intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer será de quatro semanas, período maior do que recomendado na bula, que é de três semanas.

Imunizante aprovado

A vacina pediátrica da Pfizer foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 16 de dezembro de 2021, após o órgão analisar um estudo feito com 2.250 crianças e documentos sobre o imunizante, que comprovavam que a vacina é "segura e eficaz".

"Essa decisão da Anvisa resultará em um impacto no processo de vacinação", afirmou Meiruze Sousa Freitas, diretora da Anvisa à época.




Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM