NOTÍCIAS GERAL | REPERCUSÃO NACIIONAL

Juíza que mandou prender pastor no maranhão gera revolta no evangélicos
A juíza Anelise Nogueira Reginato, da comarca de Coroatá no Maranhão, mandou a Polícia prender o pastor Natanael Diogo que estava fazendo pregação do evangelho nas ruas da cidade de Coroatá com uma caixinha de som.




Foto Reprodução

Além de pastor e missionário local, Natanael é colunista oficial do Jornal Mensageiro da Paz da CPAD, mídia ligada a Assembléia de Deus.

Os evangélicos, principalmente da Assembleia de Deus estão revoltados e espantados com tamanho abuso de autoridade da juíza.

De acordo com pastor e os membros que estavam no local e viram os fatos, Natanael estava com a missionária Rosinha dirigindo o culto em frente o fórum. Para infelicidade do pastor que provou do abuso da magistrada, a juíza mora próximo e solicitou que o som da pequena caixinha de som fosse abaixado.

Segundo contam os fiéis, de imediato o pastor obedeceu a ordem e reduziu o volume do som, mesmo estando dentro do horário permitido por lei. Porém, poucos minutos após, uma viatura de Polícia chegou ao local e os policiais interromperam o culto religioso. Além do pastor Natanel, a missionária Rosinha também foi detida.

Ambos foram levados a delegacia daquela cidade e a Juíza Análise saiu gritando na rua, batendo na porta , dizendo que mandou baixar o som e ninguém abaixou. Entretanto, os membros que estavam presentes afirmam qque o volume do o som foi reduzido conforme pedido. O Pastor Natanael falou que a lei assegurava a eles o direito de fazer o culto, porém a juíza falou: “A LEI SOU EU, EU SOU A LEI”.

Os fiíes, que estão ingnados, marcaram nesta quarta-feira em frente à delegacia uma grande manifestação de todos os crentes da Assembleia de Deus naquela cidade, incluindo todos os pastores e obreiros em repúdio ao que consideram abuso de poder da Juíza Anelise Nogueira contra o pastor que estava pregando o evangelho.

Repercussão

O caso ganhou rápida repercussão e viralizou nas redes sociais, sendo alvo de notas de repúdio de diversas autoridades. A senadora Eliziane Gama, membro da Assembleia de Deus em São Luis, apresentou ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) um pedido de afastamento da juíza Anelise Nogueira Reginato.

A Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão (CEADEMA) divulgou nota condenando a atitude arbitrária e intolerante da magistrada. O pastor Natanael Diogo, por sua vez, registrou boletim de ocorrência na delegacia de Coroatá.


Com informações do Jornal Pequeno





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



NOTÍCIAS GERAL  |  09/11/2020 - 15h





NOTÍCIAS GERAL  |  02/11/2020 - 09h


NOTÍCIAS GERAL  |  22/10/2020 - 00h