ENTRETENIMENTO | Festa de Carnaval

Só pra começar o Carnaval Mais de 240 pessoas são presas pela polícia em operação
Das 0h de sexta (21) até às 6h deste sábado (22), 32.351 pessoas foram abordadas em todo o estado. Vinte mil policiais participam da ação




Foto Reprodução

As Polícias Civil e Militar prenderam 241 suspeitos em todo o estado de São Paulo durante a operação denominada Carnaval Mais Seguro. Outras 32.351 pessoas foram abordadas das 0h de sexta (21) até às 6h deste sábado (22).

Mais de 20 mil policiais civis e militares foram às ruas. Dentre os detidos, estão um homem e outros dois adolescentes que foram encontrados com porções de maconha e 500 frascos de lança perfume em Campinas, no interior de São Paulo, após abordagem. 

Durante a operação, foram recuperados 44 veículos que foram roubados ou furtados e cerca de uma tonelada de drogas e 23 armas apreendidas. Também 42 celulares foram localizados, sendo 33 recuperados e nove sem origem comprovada.

Para garantir a segurança no trânsito, os agentes fiscalizaram mais de 22 mil veículos. Os condutores foram submetidos ao teste do etilômetro: foram 419 autuações.

A operação

Com uma expectativa de público 25% maior do que a registrada no ano passado,  o policiamento foi reforçado para o Carnaval. Neste ano, a operação tem uma média de 15 mil policiais civis e militares atuando diariamente em todo o estado de São Paulo.

Também há reforço no número de viaturas e de aeronaves. São 12 helicópteros Águia da PM para patrulhamento diário e monitoramento em tempo real em locais de eventos por meio do dronepol - em média 50 drones por dia. O Sistema Olho de Águia é utilizado no equipamento e nas aeronaves e transmite imagens ao Centro de Operações da PM para que atitudes suspeitas sejam rapidamente identificadas.

Participam ainda da operação policiais militares do Choque, dos Policiamentos Rodoviário, Ambiental e de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. O Canil da PM será utilizado para a detecção de drogas, por meio de cães farejadores.

Os plantões nas unidades policiais foram reforçados para garantir agilidade no atendimento ao público. O Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt vai apoiar os trabalhos com a utilização do novo Sistema de Reconhecimento Facial. A Superintendência da Polícia Técnico-Científica trabalha com uma média de 160 profissionais e mantem força-tarefa no litoral paulista.






 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ENTRETENIMENTO  |  07/04/2020 - 10h





ENTRETENIMENTO  |  06/04/2020 - 07h


ENTRETENIMENTO  |  16/03/2020 - 10h